4ª SEMANA DE PESQUISA EM LETRAS

Monday, July 24, 2006

4ª SEMANA DE PESQUISA

EM LETRAS



de 30 de agosto a 4 de setembro 2006






















Universidade Federal
do
Espírito Santo






Quinta-feira: 31 de agosto




Auditório IC II :

08:00/
8:30

Credenciamento, últimas inscrições de estudantes ouvintes.


08:30/
09:30

Abertura:
Adrete Terezinha Matias Grenfell, Chefe DLL
Lílian Coutinho Yacovenco, Diretora CCHN
Jorge Luiz do Nascimento , Coordenador PPGEL/MEL
Prof. Dr. Luiz Eustáquio Soares, Coordenador da Semana (Coord)
Francisco Guilherme Emmerich, Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação
Santinho Ferreira de Souza, Pró-Reitor de Graduação


09:30/
12:00







Conferência:

“O horizonte de atuação do profissional de Letras”

Lílian de Paula Virgínia Filgueira – Letras/ Ufes.
Luis Eustáquio Soares ( Coord).
Maria Fernanda Alvito Oliveira – DLL Ufes
Orlando Lopes – Consultor em Responsabilidade Social e Cultural
Professor que atua no Simpro – ES ( aguardo nome)
Aluna (o) professor(a) do dll – aguardo o nome
.









Auditório IC II :


18:30/
21:30

Mesa Coordenada : Inter-signos: documentário, literatura e tradução

1. Línguas « iguais », leituras diferentes : traduzindo o português angolano – Elaine Cristina Medeiros Frossard – Letras/Ufes.
2. Na Tela : linguagem, imagem e contra-olhar em Brilhantino – Eriton Bernardes Berçaco – Letras/Ufes
3. Confissões de Ralfo : literatura e cinema – Geovana da Silva Martelo – Letras/Ufes
4. Vendo navios e algo mais : Haroldo de Campos – Prof. Dr. Lino Machado – Letras/Ufes (Coordenador)




21:30/22:00


Mesa Coordenada – Aspectos do ensino e aprendizagem de língua estrangeira.
1. Competência Pragmática – Profa. Mestre Aurélia Leal Lima Lyrio – Letras/Ufes ( Coordenadora)
2. O que acontece a nossa identidade quando aprendemos uma língua estrangeira? – Mariângela Marcello – Letras/Ufes
3. Leitura Instrumental no contexto universitário: uma abordagem interacionista – Prof. Marcos Roberto da Costa – CCAA
4. Que cultura brasileira? Professora Regina Egito – Letras/Ufes






Sexta-feira: 1 de setembro



Auditório IC II


09: 00




Mesa Coordenada- Gêneros Textuais e Ensino
1. Gêneros Textuais – Carmelita Minelio da Silva Amorim – Mestranda – Ufes e Dra. Lúcia Helena Peyroton da Rocha – Ufes – ( coordenadoras)
2. Aposto: função acessória ou periférica? – Gisieny Laurett Neves – Letras/Ufes
3. Indeterminação do sujeito nos gêneros textuais: é uma mera questão sintática? – Juliene do Nascimento Dantas – Letras/Ufes.
4. A intertextualidade na publicidade veiculada em Outdoor – Stefania Camilo Turco – Letras/Ufes.



11: 00







Mesa Coordenada - Os muitos nomes da e na literatura e o jogo das máscaras
Ficcionais
1. Um aviso muito vivo: ouvindo “O recado do morro” de Guimarães Rosa – Filipa Maria Viegas Cortez da Cunha Salviano da Costa – Letras/Ufes2. Exercícios de apropriação: torneando certos nomes do romantismo machadiano – Prof. Dr. Wilberth Claython Ferreira Salgueiro – Letras/Ufes (Coordenador)3. A escolha do nome em Machado de Assis – Vanda Luiza de Souza Netto – Letras/Ufes.4. Entre dois discursos e a pergunta do homem – Prof. Mestre Wilson Coelho



Salas 08 e 09 do IC III:


sala 08

09: 00

Mesa Coordenada – Descrição de estruturas lingüísticas compostas e ferramentas computacionais para processamento automático da linguagem naturual

1. Descrição de expressões cristalizadas com estrutura DAR + S N – Profa. Dra. Aucione Smarsaro – Letras/Ufes ( coordenadora)
2. A construção de ferramentas computacionais através de traços morfossintático-semânticos – Carlos Roberto Souza Rodrigues – Letras/Ufes
3. Descrição de bloqueios na cristalização – Tatiani Ramos – Letras/Ufes
4. Descrição de expressões referentes a partes do corpo com estrutura substantival N de N – Vangevaldo Cardoso dos Santos – Letras/Ufes
Descriç




Sala 09

10: 30




Mesa Coordenada : – Atlas Lingüístico do Espírito Santo – ALES: estruturas e
frases (Coord.: Prof. Dr.ª Catarina Vaz )

1. Concordância nominal na fala dos quilombolas – Laura Mara Assis – Letras/Ufes
2. Um estudo do uso das vogais pretônicas no português falado pelos descendentes de italianos de Santa Teresa – Luciana Zandonadi – Letras/Ufes
3. Português e ensino de língua estrangeira: uma análise comparativa – Rita de Cássia Rocha Lima Guizzardi – Letras/Ufes.
4. A concordância verbal no português falado pelos índios guaranis da aldeia de Três, em Aracruz – Shirley Vieira – Letras/Ufes
5. O fenômeno da concordância nominal na fala quilombola – Taiomara Rangel – Letras/Ufes.






Auditório IC II:




18:30

Mesa Coordenada – Leitura e escrita de surdos capixabas:
1. Coesão e coerência: mensagens de celular e de e-mails redigidas por surdos capixabas – Ione Aires Santos –Letras/Ufes2. Análise textual de mensagens de celular e de e-mails redigidas por surdos capixabas – Jefferson Bruno Moreira Santana – Letras/Ufes.3. O texto como aliado no aprendizado e prática social do surdo – Kelly Christine Lisboa Diniz – Letras/Ufes4. Prática de leitura e escrita de surdos capixabas – Prof. Mestre Santinho Ferreira de Souza (coordenador)Letras/Ufes



20: 00

Mesa Coordenada – Literatura Contemporânea: faces múltiplas.
1. A face múltipla ( leituras de textos de Roland Barthes, Clarice Lispector, Marguerite Yourcenar, Marguerite Duras, Paul Auster, Inês Pedrosa, Caio Fernando Abreu e João Gilberto Noll – Prof. Dr. Alexandre Jairo Marinho de Moraes – Letras/Ufes ( Coordenador) 2. Lábios sobre áspero fundo branco: laços ou transtornos afetivos em textos de João Gilberto Noll – Carlos José Lontra Marques – Letras/Ufes.3. O sujeito contemporâneo em três momentos: a personagem em questão – Gertrudes Maria de A Benetele –Letras/Ufes.4. A experiência do EU N´ “O outro”, de Rubem Fonseca – Kamila Brumatti Bergamini – Letras/Ufes



Salas 08 e 09 do IC III:



sala 08

18: 30

Mesa Coordenada – Atlas Lingüístico do Espírito Santo – ALES: estruturas e frases
(Coord.: Prof. Dr.ª Catarina Vaz Rodrigues )

1. O ditongo falado por crianças descendentes de pomerano – Aline Haese – Letras/Ufes
2. A linguagem de especialidade da pesca na comunidade de Itaúnas – Giovana Oliveira Lanes – Letras/Ufes
3. A distorção de sonoridade do português entre crianças descendentes de pomeranos – Ludimilla Rupf Benincá – Letras/Ufes
4. O português falado nas comunidades de imigrantes italianos de Santa Teresa – Paula Foerste de Almeida – Letras/Ufes
5. O estudo das principais dificuldades entre os estudantes descendentes de pomeranos – Rachel Mello Xavier – Letras/Ufes




Sala 09

20: 00






Mesa Coordenada – Aspectos sintáticos e fonomorfológicos no estudo comparativo
de línguas estrangeiras com o português do Brasil:

1. A empregabilidade do artigo neutrolo – Darlete Gomes Nascimento – Letras – Ufes
2. O condicional em francês: um estudo comparativo – Marcos Roberto Machado – Letras/Ufes
3. O ser e o não ser em hebraico – Rosana Vilhena Lima – Letras/Ufes
4. A compreensão da formação do partizip Perfect através de processos fonomorfológicos – Carlos Roberto de Souza Rodrigues – Letras/Ufes (Coordenador)






Segunda-feira: 4 de Setembro


Auditório IC II:




09:00


Mesa Coordenada – Modernismo, Experimentação e emancipação: niilismo, utopia e cinismo.

1. Uma grande ponte de Serafim: das paixões emancipatórias à utopia antropofágica – Grabriel Braga – Letras/Ufes
2. Filho pródigo às avessas – Rupturas da modernidade – Leonardo Robert da Silva Suzano – Letras/Ufes.
3. Literatura brasileira: cinismo, niilismo e imaginação utópica – Prof. Dr. Luis Eustáquio ( coordenador)
Soares – Letras/Ufes (Coordenador)
4. O embate, na modernidade, entre o niilismo, o cinismo e a utopia – Thalita
dos Santos Covre – Letras/Ufes.






10:00

Mesa Coordenada - Tradução, ensino e estudos interculturais.


As narrativas indígenas em tradução – Lígia Maria de Souza Ferreira – Letras/Ufes
A pedagogia da tradução – Profa. Dra. Lílian de Paula Virgínia Filgueira – Letras/ Ufes. ( Coordenadora)
Tradução como ferramenta a ser utilizada no Desenvolvimento da escrita em língua materna – Márcio Cláudio dos Reis – Letras/Ufes
Educação bilíngüe nas aldeias indígenas de Aracruz – Ronald Gobbi Simões – Letras/Ufes
A tradução como processo de criação – Uéliton José de Oliveira – Letras/Ufes
Tradução literária e poesia – desafios e fascinações – Manoel da Guia Segundo – Letras/Ufes





Salas 09 e 08 do IC III:



sala
08

09: 00


Mesa Coordenada – Aspectos morfológicos na formação de palavras no português do Brasil
As palavras compostas em discussão – Alessandra Helena Ferreira – Letras/Ufes
Conceitos de substantivos – Rosana Vilhena Lima – Letras/Ufes
Nomes referentes a partes do corpo como unidades lexicais no processo de formação de palavras – Vangeraldo Cardoso dos Santos – Letras/Ufes
A nominalização em textos jornalísticos – Venena Werneck Alvarenga Crispim – Letras/Ufes.
Novas palavras, velhas estruturas: a regularidade na formação de neologismos – Hellen dos Santos Nunes – Letras/Ufes.
Carlos Roberto de Souza Rodrigues – Letras/Ufes ( Coordenador)



Sala 09
09: 00

Mesa Coordenada – Estratégias Persuasivas da linguagem humorística no âmbito social
1. O não-verbal como estratégia de argumentação em cartuns educativos – Fernando Boechat Paschoal – Letras/Ufes
2. Análise de cartuns educativos: samba, futebol e circo como estratégias de persuasão – Geany Costa Gava – Letras/Ufes
3. Análise de cartuns educativos: a crítica religiosa – Lorena Santana Gonçalves – Letras/Ufes
4. Umor e informação: as máximas conversacionais e o horóscopo da Radical Chic – Profa. Dra. Maria Penha Lins –Letras/Ufes (coordenadora)
5. O caráter verbal do cartum educativo: a questão HIV – Sílvia Bragatto Guimarães – Letras/Ufes




Salas 07 e 06 do IC III:



sala 06
09: 00


Mesa Coordenada – Crítica, ficção, música e teatro: múltiplos pontos de vista.

Resgate de um diálogo: leitura crítica de alguns pontos convergentes das obras “Angel Rama y los estúdios latinoamericanos” e “Antônio Cândido y los estúdios latinoamericanos – Anne Ventura – Letras/Ufes (Coordenadora)
Pobre samba meu: dissonâncias e consonâncias da influência do jazz na bossa nova – Jorge Evandro Lemos Ribeiro – Letras/Ufeso
Exercer a insegurança em vez de sofrê-la – para ler Serafim Ponde Grande, de Oswald de Andrade – Maria Amélia Dalvi Cristo – Letras/Ufes.
O domínio da aparência midiática: o beijo da morte – Mestre Mariana Alves de Almeida – Letras/Ufes.



Sala 07
10: 00

Mesa Coordenada – Gêneros discursivos e políticas da persuasão
1. O jingle entre os gêneros discursivos: política e persuasão – Cosmira Araújo
dos Santos – Letras (Coordenadora)
2, A pontuação em peças publicitárias: uso, estratégia ou abuso? –
Elizângela de Oliveira – Letras/Ufes
3. O risco da face positiva em debates políticos – Karen Muniz Feriguetti –
Letras/Ufes
4. A relevância da persuasão no discurso oral – Ludmyla Satheler Aguiar do
Nascimento – Letras/Ufes
5. Relações de sentido nos outdoors: uma “parada” nas ruas – Marcos Robert Machado – Letras /Ufes






Auditório IC II:




18:30


Mesa Coordenada – Olhares sobre gêneros, vozes e corpos
1. Resgate da tradição oral – Fabiano Moraes – Letras/Ufes2. Tateando corpos abjetos: Caetano Veloso, Tropicália e as marcas dos corpos que importam – Luz Cláudio Kkeaim – Letras/Ufes3. A donzela que não podia ouvir falar de foder e “A mulher a quem arrancaram os colhões”: dois fabliaux e as questões do corpo e da condição feminina na Idade Média ( sécs. XIII-XIV)” - Prof. Dr. Ricardo Luiz Silveira ( Coordenador) e Nayhara Sepulcri – Ufes5. Anne Bradstreet: uma voz feminina na literatura americana colonial – Sara Novaes Rodrigues – Letras/Ufes




20: 00

Mesa Coordenada - As muitas faces do sentido: leitura, referencialidade, bate-papo.

A relevância de elementos “externos” ao texto: pratextualidade e compreensão textual – Elaine Cristina Medeiros Frossar – Letras/Ufes.
Pressuposição, memória discursiva e argumento – Profa. Dra. Hilda de Oliveira Olimpo – Letras/Ufes ( Coordenadora)
A construção de sentidos do textos nos programas de bate-papo da internet – Kelly Chistine Lisboa Diniz – Letras/Ufes
Uma nova visão de leitura para uma nova proposta pedagógica - Maria Helena Laureano – Letras/Ufes




Sala 08 e 09 do IC III:



sala 08

18:30


Mesa Coordenada - Reflexões sobre aspectos pragmáticos e semânticos da linguagem

1. A trajetória de abstratização de substantivos concretos no jogo metafórico da linguagem – Profa. Dra. Lúcia Helena P. da Rocha – Letras/Ufes (Coordenadora)
2. O papel da freqüência no processo de gramaticalização de ir com a noção de irreais – Tesch Leila Maria – UFRJ
3. Lingüística aplicada é sinônimo de aplicação da lingüística? – Paola Gonçalves Nogueira – Letras/Ufes.



Sala 09

18:30

Mesa Coordenada – Tradução: abordagens inter-semióticas

1. Tradução intralingual e o acesso à norma culta – Celi Maria de Souza – Letras/Ufes
2. Desvendando os mistérios da alfabetização – Josiane Souza – Letras/Ufes
3. Tradução: análise de diferentes versões de textos em português – Luciana Moraes Barcelos Marques – Letras/Ufes.
4. O recurso da tradução dos clássicos literários para o púbico infantil – Kátia Regina Franco – Letras/Ufes.
5. Transporte, substituição e manutenção de signos lingüísticos: semióticas escolhas em traduções de textos em guias turísticos – Tatiany Pertel Sabaini Dalben –Letras/Ufes (Coordenadora)



Terça-feira: 5 de setembro

Auditório IC II:





09::00

Mesa Coordenada – Explorando Relações entre a Música, a Teoria das Inteligências
Múltiplas e o Ensino de Línguas
1. A lógica da musicalidade de línguas – Profa. Dra. Karen Lois Currie – Letras/ Ufes ( Coordenadora)
2. A relação entre música e linguagem – Ivan Cardoso Oliose – Letras/Ufes
3. O poder da música e sua importância no processo de aprendizagem – breve abordagem histórico-cultural – José Mauriene Araújo Felipe – Letras/Ufes
4. Música e a inteligência no ensino de Línguas – Pedro Moreno - Letras/Ufes
5. Música e inteligência visual-espacial no ensino de línguas – Ronald Gobbi Simões – Letras/Ufes
6. A inteligência lingüística associada à inteligência musical no ensino de línguas – Sueli Gomes da Silva Oliveira – Letras/Ufes
7. Música e inteligência intrapessoal no ensino de línguas – Sirley trugilho da Silva – Letras/Ufes






Sala Clarice Lispectos – Prédio Bernadete Lyra





9:00

Mesa Coordenada – Análise lingüística de quadrinhos e charges 1. A ambigüidade como estratégia de humor em tiras da Mafalda – Ariana da Rós – Letras/Ufes2. As tiras de quadrinhos como corpus lingüístico – Joseane Serra Lazarini Pereira – Letras/Ufes.3. Uma análise pragmática de charges jornalísticas – Ludimilla Rupf Benincá – Letras – Ufes4. A presença feminina nos quadrinhos: o racional de Malfada X o maternal de Susanita – Mônica Lopes Smiderle de Oliveira – Letras/Ufes ( Coordenadora)




Sala 09 e 09 do IC III:



Sala 08

9:30


Mesa Coordenada – Anotações sobre a (IN)transitividade verbal e nominal


1. Uma reflexão em torno da (In) Transitividade Verbal – Arlene de Araújo Saib – Letras/Ufes.
2. Adjunto adnominal ou complemento nominal? Eis a questão! - Ione Santos –Letras/Ufes e Josiane Souza – Letras Ufes.
3. Transitividade: uma abordagem funcional em charges jornalísticas – Marcela Langa Lacerda Bragança – Letras/Ufes (coordenadora)


Sala 09

9:30




19:00


Mesa Coordenada – Tradução: atualizando autores medievais

1. O Verso Satírico nas Cantigas de João Soares – Fernanda Scopel Falcão – Letras/Ufes (coordenadora).
2. Epístola a Diogo Bernardes de Antônio Ferreira: aspectos da poética clássica – Francisco Ageanes Alencar Santos – Letras/Ufes
3. Problemas de tradução - João Paulo Matedi – Letras/Ufes.


Encerramento: Teatro, Wilson Coelho - em fase de confirmação – Auditório I-CII





Resumos das comunicações

Alessandra Helena Ferreria – Ufes
Título: As palavras compostas em discussão
Resumo – A viabilidade do uso das palavras compostas ao logo da história nos remete ao estudo da formação de palavras, até chegar à formalização para a linguagem computacional, bem como o seu amadurecimento ao longo dos anos.
Palavras-chave: palavras compostas, formalização, linguagem computacional

Alessandra Helena Ferreira – Ufes
Título: O uso dos étimos na aquisição das línguas
Resumo- Na contemporaneidade, com a interação incessante entre as culturas e as línguas, torna-se necessário conhecer outros idiomas além do materno. Portanto, o trabalho em questão pretende mostrar que a filologia pode ser utilizada como instrumento de ensino-aprendizagem. Dessa forma, utilizamos o estudo comparativo das línguas românicas, com o intuito de atuar na internalização dos aspectos comuns dos étimos latinos compartilhados.
Palavras-chave: estudo comparativo, línguas românicas, latim
.
Prof. Dr. Alexandre Jairo Marinho de Moraes
A FACE MÚLTIPLA
(Leituras de textos de Roland Barthes, Clarice Lispector, Marguerite Yourcenar, Marguerite Duras, Paul Auster, Inês Pedrosa, Caio Fernando Abreu e João Gilberto Noll).
Resumo:Tomando como fio condutor os trabalhos de Roland Barthes, vamos discutir textos teóricos ou não em que a escrita funda-se como manifestação de sua própria obscuridade e como busca de exatidão na expressão de um eu que se evola, trepida e, ao resistir à visão, entrega-se.O texto sendo terreno de adulteração, sublimação (ou expulsão) do eu, mas sobretudo topos em que o ato de escrever torna-se “escrita branca”, ou seja, “zero”, é também lugar obscuro onde se pensa como escrita e como “exatidão” da linguagem que, tornada outra, “pode vislumbrar o impossível possivelmente”. Em outras palavras, escrever pode ser “categoricamente real”.A escrita política ou a política escrita de Barthes, Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector, Paul Auster, Marguerite Duras, etc. nos dão bem a medida do eu e das paisagens de um fazer que se volta para si mesmo e para a história das formas e da dor.

Aline Haese – Ufes
Título: O ditongo falado por crianças descendentes de pomerano
Resumo:Apesar de o pomerano ser uma língua extinta na Europa, no Brasil e no Espírito Santo existem grupos que, ainda, a utilizam. Sendo assim, a influência que o pomerano exerce no aprendizado da língua portuguesa é muito grande. Partindo desse pressuposto e de que os estudos relacionados à área de dialetologia e sociolingüística são escassos no Estado, a pesquisa em questão estudou a influência do pomerano na língua portuguesa, tendo como base a abordagem das variantes fonético fonológicas que envolvem o uso do ditongo.
Palavras chave: cultura, identidade lingüística, pomerano, ditongo.

Anne Ventura
Título:Resgate de um diálogo: Leitura crítica de alguns pontos convergentes das obras “Angel Rama y los estúdios latinoamericanos” e “Antonio Candido y los estudios latinoamericanos”.
Resumo:Este trabalho propõe compartilhar algumas de minhas leituras críticas a respeito das obras “Angel Rama y los estudios latinoamericanos” e “Antonio Candido y los estudios latinoamericanos”, ambas da Série Críticas, que trazem diversos artigos analisando a produção destes dois estudiosos em relação à América Latina. Para tal, optei por estudar aqueles trabalhos que abordam mais especificamente a possibilidade de diálogos entre os dois pesquisadores.
Palavras-chave: Transculturação Literária; Narrativa; América Latina.


Ariana Da Rós – Ufes
Título: A ambigüidade como estratégia de humor em tiras da malfada
Resumo:Este estudo apresenta como proposta analisar a utilização da ambigüidade como estratégia para a produção de humor em tiras em quadrinhos da Mafalda. Assim, procurar-se-á mostrar que a duplicidade de significação nem sempre constitui um “defeito de construção”, indesejável a um bom texto, como explanam diversos dicionaristas da língua portuguesa e gramáticos tradicionais. A ambigüidade, pelo contrário, quando bem empregada, torna-se um riquíssimo recurso de expressão, responsável pela produção de humor em propagandas, piadas, charges e seqüências de quadrinhos.
Palavras-chave: Humor, Ambigüidade, Mafalda

Arlene de Araújo Saib – Ufes
Título: Uma reflexão em torno da (IN)transitividade verbal
Resumo: Esta pesquisa objetiva analisar as categorias de transitividade verbal na língua portuguesa, enfatizando os aspectos controversos das análises clássicas estruturadas nos conceitos latinos de transitividade que misturam critérios sintáticos e semânticos sem definir as fronteiras de um e outro. A partir dessas observações, busca-se explicitar o fenômeno da (in)transitividade à luz da abordagem funcionalista.
Palavras-chave: (in) transitividade, análise, tradicional, abordagem funcional

Profa. Dra. Aucione Smarsaro - Ufes
Título: Descrição de expressões cristalizadas com a estrutura DAR + SN
Resumo: Neste trabalho estudam-se expressões cristalizadas do português do Brasil para processamento automático da linguagem natural. As expressões são cristalizadas, segundo a distribuição dos elementos cristalizados e dos argumentos livres de cada expressão a partir de critérios formais morfossintáticos, o que permite depreender regularidades e irregularidades semânticas.
Palavras-chave: expressões cristalizadas; léxico-gramática; lingüística computacional.

Aurélia Leal Lima Lyrio – Ufes
Título: Competência Pragmática
Resumo: Embora a competência pragmática seja uma condição necessária para que os aprendizes de uma língua estrangeira funcionem adequadamente na cultura alvo, tal aspecto geralmente não é priorizado no ensino. O presente trabalho abordará algumas dessas questões, para que possamos refletir a respeito, e consequentemente trabalharmos a favor da melhoria da interlíngua do aluno.
Palavras-chave: competência pragmática; ensino; interlíngua.

Carlos José Lontra Marques - Ufes
Título: Lábios sobre áspero fundo branco: laços ou transtornos afetivos em textos de João Gilberto Noll.
Resumo:Na maior parte dos romances de João Gilberto Noll, os laços ou transtornos afetivos incitam discussão efetivamente relevante, sobretudo no que toca a questões relacionadas às configurações subjetivas nos mundos contemporâneos que, em geral, são tantas vezes mencionados como pós-modernos. Correndo sem rumo, à semelhança de cegos insones, seus personagens, em especial os protagonistas, compõem narrativas em que o deslocamento espacial é elemento freqüente, de forma que, sempre em desenfreado movimento, acontece de, em diversas atividades sexuais, tropeçarem outros corpos não menos mutilados de destino. Na trilha desse percurso, pretendemos analisar as narrativas de Noll, em especial os romances O quieto animal da esquina e A céu aberto, a fim de refletir sobre as estruturas literárias que propiciam e encenam textualmente a contemporaneidade, de modo a privilegiar, especificamente, a discussão acerca da formação dos laços afetivos na pós-modernidade.

Carlos Roberto de Souza Rodrigues – Ufes
Título: A compreensão da formação do Partizip Perfect através de processos fonomorfológicos.
Resumo: A formação do Partizip Perfect dos verbos fracos, fortes e mistos em alemão não segue regras uniformizadas que facilitem o processo de internalização por falantes nativos de outras línguas. Através de estudos fonético-fonológicos, apresentamos regras que permitem aos estrangeiros uma compreensão da composição desses elementos tão recorrentes na língua alemã, cujo uso é essencial na formação de vários tempos verbais.
Palavras-chave: língua alemã, estudo comparativo, particípio perfeito.

Carlos Roberto de Souza Rodrigues – Ufes
Título: A construção de ferramentas computacionais através de traços morfossintático-semânticos.
RESUMO: A construção de dicionários eletrônicos com traços morfossintático-semânticos para cada acepção das palavras é saída para a elaboração de programas de processamento de linguagem natural (PNL) mais eficientes. Nesse tratamento automático, a eliminação de ambigüidades representa um dos pontos cruciais. Visando isto, apresentaremos alguns dos traços utilizados nesse trabalho e a sua relevância para PNL.
Palavras-chave:léxico-gramática; lingüística computacional; ferramentas computacionais.

Carmelita Minelio da Silva Amorim - Ufes
Título: Gêneros textuais e ensino
Resumo:Apresentaremos o estudo de alguns fenômenos lingüísticos do ponto de vista morfossintático, semântico e pragmático-discursivo, com vistas a fornecer subsídios teóricos para o estudo das diferentes linguagens (verbal e não-verbal) nos diversos gêneros textuais que circulam socialmente, considerando a natureza comunicativo-funcional. O nosso objetivo é divulgar as pesquisas que estamos desenvolvendo junto com alunos de graduação de Letras da UFES no Núcleo de Pesquisas em Linguagens.
Palavras-chave: Gêneros textuais e ensino; linguagem e uso.

Catarina Vaz Rodrigues (UFES/CNPq)
Título:Atlas Lingüístico do Espírito Santo (ALES) : estrutura e fases
Resumo: O ALES tem como objetivo descrever as principais variantes lexicais, fonéticas e morfossintáticas do português capixaba seguindo princípios de Geolingüística. O ALES compreende estudos específicos para as regiões diglóssicas ou culturalmente diferenciadas, uma vez que a área a ser estudada caracteriza-se pela heterogeneidade lingüística não só em relação ao português como também em relação aos dialetos não-lusos,
Palavras-chave: variação lingüística, identidade, educação

Celi Maria de Souza – Ufes
Título: Tradução intralingual e o acesso à norma culta.
Resumo:Levando em consideração a dificuldade dos alunos de 5ª a 8ª série com a leitura e produção do texto escrito de acordo com a norma padrão, este trabalho analisará, com base nos procedimentos técnicos de tradução intralingual de VINAY e DARBELNET (1977) a partir da obra de BARBOSA (1990), reescrituras, segundo a norma culta, de textos originalmente produzidos em outras modalidades lingüísticas que não a padrão.
Palavras-chave: norma padrão; tradução intralingual; reescritura.

Cosmira Araújo dos Santos - Ufes
Título: O jingle entre os gêneros discursivos: política e persuasão
Resumo: Este projeto tem como objeto de estudo o jingle político, gênero que faz parte da prática político–ideológica e realiza-se como instrumento de propaganda eleitoral. Tem como base teórica Bakhtin, Marcuschi, Koch, Faircloug, Maingueneau entre outros. O corpus analisado corresponde a doze jingles veiculados na campanha de 2004 na Grande Vitória, constatando o jogo retórico-discursivo que constrói persuasivamente a imagem do candidato.


Darlete Gomes Nascimento – Ufes
Título:A empregabilidade do artigo neutro lo
Resumo.As semelhanças existentes entre as línguas espanhola e portuguesa são muitas, em todos os níveis. Tais semelhanças tanto representam vantagens como também dificultam aos lusófonos o aprendizado do idioma espanhol. O artigo neutro lo, presente no idioma espanhol, mas inexistente no português, representa grande problema no momento de seu emprego correto. Disto trataremos neste estudo.
Palavras-chave: espanhol, estudo comparativo, artigo neutro.

Ériton Bernardes Berçaco, mestrando em Estudos Literários – Ufes
Título: “Na Tela: linguagem, imagem e contra-olhar em Brilhantino”
Resumo: Na chamada era da cultura visual, na qual estamos inseridos, as formas híbridas de representação tem ocupado um espaço cada vez mais significativo no campo das artes. O presente trabalho pretende levantar questões relacionadas à linguagem audiovisual, tendo como objeto o vídeo-documentário “Brilhantino”, cujo roteiro baseia-se em um conto. A análise, no entanto, centra-se na personagem Brilhantino, que dá nome ao curta.
Palavras-chave: linguagem, imagem, vídeo.

Elaine Cristina Medeiros Frossard - Ufes
Título Línguas “iguais”, leituras diferentes: traduzindo o português angolano
Resumo: Este trabalho focaliza as dificuldades ou o estranhamento que podem ser sentidos por um leitor brasileiro ao ler o romance angolano “O Vendedor de Passados”. Partindo das noções da Tradução - Intralingual e Inter-semiótica - e, mais especificamente, das postulações de Jakobson (1969) a esse respeito e das considerações de Aubert (1985) sobre tradução cultural, analisam-se aspectos relacionados à distinção entre o português angolano e o brasileiro.
Palavras-chaves: tradução intralingual e inter-semiótica; cultura; texto literário

Elaine Cristina Medeiros Frossar – Ufes
Título: A relevância de elementos “externos” ao texto: paratextualidade e compreensão textual.
Resumo:Este trabalho focaliza a relevância da paratextualidade para o entendimento de um texto. Partindo das noções da Tradução e, mais especificamente, das postulações de Gerard Genette (1997) a respeito de paratexto, analisa-se a importância desse recurso como auxiliar indispensável no processo de compreensão da obra “O Vendedor de Passados” de José Eduardo Agualusa.
Palavras-chave: paratextualidade; compreensão; texto

Elizângela de Oliveira – Ufes
Título: A pontuação em peças publicitárias: uso, estratégia ou abuso?
Resumo: Partindo para uma análise da pontuação nos diversos gêneros que circulam socialmente tem-nos instigado sobre sobremaneira a forma como os publicitários têm utilizado a pontuação. Sendo assim, analisamos a pontuação – em especial o ponto final e os dois pontos – que foge às regras gramaticais e à finalidade desta suposta estratégia publicitária. E constatamos o fato de a produção publicitária ser direcionada a um público de massa e para envolver o consumidor não se detém aos aspectos impostos por gramáticas, mas utiliza-se de todos os recursos disponíveis para conseguir a adesão do leitor/observador/consumidor.

Fabiano Moraes - Ufes
Título: Resgate da tradição oral - Fabiano Moraes
Resumo:O trabalho propõe, a partir da abordagem de aspectos histórico-sociais relacionados à figura do narrador na sociedade ocidental moderna, a busca da prática da narração e da escuta como uma possibilidade de conciliação entre tradição e modernidade.
Palavras-chave: Benjamin, narrador, histórias

Filipa Maria Viegas Cortez da Cunha Salviano da Costa
Título: Um aviso muito vivo> ouvindo “ O recado do morro” de Guimarães Rosa.
Resumo:Projeto de Dissertação de Mestrado, este trabalho intenta analisar o conto “O Recado do Morro” de João Guimarães Rosa. Parte-se do princípio de que se trata, ali, de falar de literatura; num plano mais amplo, da função da arte e, mais especificamente, da leitura, empreendida pelos vários transmissores do recado, pelo protagonista da estória e sobretudo pelo leitor, que deve dar conta dos múltiplos recados subjacentes ao texto.

Fernanda Scopel Falcão - Ufes
Título> O VERVO SATÍRICO NAS CANTIGAS DE JOÃO SOARES COELHO
Resumo: Partindo da genologia proverbial e de estudos sobre a inserção desse elemento popular no Trovadorismo galego-português, verifica e interpreta a presença de provérbios e proverbialização na sátira de João Soares Coelho.
Palavras-chave: Cantigas satíricas galego-portuguesas. João Soares Coelho. Provérbio.


Fernando Boechat Paschoal - Ufes
Título: O não-verbal como estratégia de argumentação em cartuns educativos.
Resumo: Este trabalho de pesquisa apresenta análise das estratégias argumentativas,a partir do não-verbal, utilizadas em cartuns voltados para a conscientização em relação ao uso de preservativos e a prevenção de DST como a AIDS. Foram selecionados três cartuns produzidos para o I Festival Internacional do Humor DST e AIDS, realizados pelo Ministério da Saúde. Para análise usou-se o referencial teórico oferecido por Sandman (1997), Possenti (2000), Carvalho (1996) e Lins (2002). A partir disso, observa-se como o humor funciona estrategicamente no âmbito educativo.
Palavras-chave: Humor, Não-verbal, Conscientização

Francisco Ageanes Alencar Santos - Ufes
Título: Epístola a Diogo Bernardes de Antônio Ferreira: aspectos da poética clássica.
Resumo: A proposta consiste em uma reflexão sobre alguns aspectos da poética clássica comentados pelo poeta, crítico e preceptor do classicismo português Antônio Ferreira em sua Carta XII, epístola endereçada a Diogo Bernardes. Pretende-se uma abordagem predominantemente teórica do texto de Ferreira, a despeito de seus aspectos formais. Quanto à bibliografia subjacente à apresentação deste trabalho, destaca-se a contribuição de Segismundo Spina.
Palavras-chave: classicismo, poética, princípios

Gabriel Braga - Ufes
Título: Uma Grande Ponte de Serafim: das Paixões emancipatórias à utopia antropofágicas
Resumo: As utopias antropofágicas presentes em Serafim Ponte Grande e a formação da literatura brasileira “feita para exportação”. Oswald de Andrade relendo o passado, vivendo o presente e vislumbrando o futuro, para além das restrições sociais pré-modernistas, e buscando o lugar de experimentações e paixões emancipatórias de um modernismo e uma modernidade.
Palavras chave: Experimentações / Paixões / Literatura modernista.

Geany Costa Gava - Ufes
Título: Análise de cartuns educativos: samba, futebol e circo como estratégias de persuasão.
Resumo:Este estudo refere-se à análise de cartuns educativos elaborados para o I Festival Internacional do Humor em DST e Aids, realizado pelo Ministério da Saúde e do Instituto Memorial de Artes Gráficas (Imag), no Rio de Janeiro, no ano de 2005. Para análise, foram selecionadas peças cuja temática gira em torno de práticas sociais correntes, tais quais futebol, circo e samba. Como referencial teórico, o estudo baseia-se em contribuições de Sandman (1997), CARVALHO (1996) , POSSENTI (2000) e LINS (2002). Desse modo, pretende-se, com esta pesquisa, mostrar os mecanismos de persuasão na construção desse material elaborado com finalidade de contribuir com a formação do indivíduo.
Palavras-chave: Humor, Educação, Estratégias de Persuasão

Geovana da Silva Martelo
Título:Confissões de Falfo: intertextos entre literatura e cinema.
Resumo: O objetivo deste trabalho é discorrer sobre alguns aspectos visuais na obra Confissões de Ralfo do escritor Sérgio Sant' Anna, apontando para o diálogo deste romance com a arte cinematográfica

Gertrudes Maria de A Benetele – Ufes
Título: O mal-estar da ficção realista: apontamentos sobre os atritos entre ficção e história, em Quarup
ResumoA partir da relação entre história e literatura, esta pesquisa-semente expõe algumas notas que impulsionaram o estudo sobre o romance Quarup, de Antonio Callado (1967). Nela, tendo como base o contexto de repressão e autoritarismo no Brasil militarizado, observaremos matizes do impacto do processo histórico na escrita calladiana, visto que seu entendimento é problematizado, exigindo novo modo de pensar e representar a “realidade”.
Palavras-chave: Ficção; História; Autoritarismo; Quarup



Gesieny Laurett Neves (aluna de Letras – UFES)
Título: Aposto: a função acessória ou periférica?
Resumo: O aposto não se llimita a repetir o sintagma nominal ou a esclarecer um nome – o que seria verdadeiramente redundante e dispensável. Sua ampla utilização ( em especial no gênero publicidade) justifica-se por constituir-se um importante elemento discursivo-argumentativo que participa ativamente na construção do sentido dos textos. Nossa proposta é abordar a utilização do aposto no gênero publicidade, veiculado em outdoor.
Palavras-chave: aposto; função acessória, gênero publicidade.

Giovana Oliveira Lanes - Ufes
Tiago Coco Pereira
Título: A linguagem de especialidade da pesca na comunidade de Itaúnas.
Resumo:Realizado com base em estudos geossociolingüísticos, este trabalho visa a registrar e apresentar os falares próprios da pesca na Vila de Itaúnas, distrito de Conceição da Barra, norte do Espírito Santo e, assim, preservar as variantes e os termos técnicos que estão se perdendo com a descaracterização dessa comunidade, seja pela intromissão de novas tecnologias ou pela influência turística.
Palavras-Chave: dialetologia, terminologia e pesca
Título: Novas palavras, velhas estruturas: a regularidade na formação de neologismos.

Hellen dos Santos Nunes – Ufes
Título: Novas palavras, velhas estruturas: a regularidade na formação de neologismos
Resumo: A Gramática Tradicional trata o processo de formação de palavras apenas a partir da análise daquelas já existentes, ignorando, desta forma, a capacidade de inovação/renovação que toda língua viva e natural possui. Este trabalho apresenta um estudo sobre a formação de neologismos e as semelhanças estruturais existentes entre estes e outras palavras do português.
Palavras-chave: neologismo, formação de palavras.

Profa. Dra. Hilda de Oliveira Olimpo - Ufes
Título: Pressuposição, memória discursiva e argumentação
Resumo:A meta deste trabalho é mostrar como a estratégia de nominalização cria objetos-de-discurso (e não referentes previamente definidos) que se alimentam da memória discursiva dos interlocutores e constituem ponto fundamental para a direção argumentativa dos textos. Partindo de um quadro teórico já definido pela Lingüística Interacional (Mondada & Dubois, 1995; Koch & Marcuschi, 1998) em associação com a Semântica Argumentativa (Ducrot, 1977 e 1987), esta análise apóia-se na noção de pressuposição para explicar o fenômeno da nominalização como uma estratégia discursiva dependente de discursos anteriores com os quais os interlocutores entram em interação. Repensada na sua interface com a Semântica e a Pragmática, a nominalização é vista como um espaço que permite ao sujeito-locutor algum movimento de liberdade na manipulação de pressupostos e na determinação do encadeamento argumentativo do texto.
Palavras-chave: pressuposição, memória discursiva e argumentação
Ione Santos – Ufes
Josiane Souza - Ufes
Título: Adjunto Adnominal ou Complemento Nominal ? Eis a questão!
Resumo: Pretende-se abordar a distinção morfo-sintática entre adjunto adnominal e complemento nominal, tendo em vista a dificuldade de professores e alunos em identificá-los, quando ambos os termos se apresentam com a mesma forma na estrutura do português: preposição + substantivo.
Palavras-chave: análise morfo-sintática, adjunto adnominal, complemento nominal

Ivan Cardoso Oliose
Título: A relação entre música e linguagem.
Resumo:A música apresenta elementos semelhantes aos da linguagem como sonoridade, ritmo e entonação, importantes para se alcançar uma comunicação oral eficaz. Atividades envolvendo música, portanto, são relevantes para que os alunos percebam os sistemas sonoros de uma língua. O objetivo dessa pesquisa é analisar atividades relativas à música na sala de aula, considerando sua relevância para o ensino aprendizagem de uma segunda língua.
Palavras chaves: música, linguagem, realidade do aluno, aprendizagem autônoma

João Paulo Matedi
Título:Problemas de tradução.
Resumo: A prática tradutória, a que estamos familiarizados, diz respeito à versão realizada entre línguas diferentes – tradução interlingual; porém como poderíamos chamar a um trabalho de versão realizado no interior de uma mesma língua? É isso que iremos discutir a partir do livro Cantares dos trovadores galego-portugueses, que traz mais de uma centena de cantigas dos séculos XIII e XIV adaptadas por Natália Correia.
.

Jorge Evandro Lemos Ribeiro – Ufes
Título: Pobre samba meu: disssonâncias e consonâncias da influência do jazz na bossa nova
Resumo: O advento da bossa nova no Brasil foi um dos pontos chaves da nossa História que levantou os ânimos para a discussão de questões como autenticidade, identidade cultural e, por conseguinte, o nacionalismo. Um dos mais representativos bossanovistas, conhecido como Carlos Lira, a par das críticas pela qual passava a BN, compôs a letra da música acima citada: “A influência do jazz”. Ela nos servirá, portanto, de mote para, a partir da polêmica BN, discutir a tensão influência-autenticidade-nacionalismo sem deixar de lado o que mais importa que é o prazer de estar papeando sobre música.
Palavras-chave: bossa nova, influência, nacionalismo


Mestre José Mauriene Araújo Felipe – Ufes
Título: O poder da musica e sua importância no processo de aprendizagem em línguas – breve abordagem histórico-cultural
Resumo:Estuda-se o potencial dos principais elementos componentes da música, fazendo-se um breve levantamento de sua história e de suas diferentes manifestações culturais. Dentro desse amplo universo, faz-se uma abordagem sobre o poder da natureza musical enquanto ferramenta utilizada para facilitar o estudo de línguas, aliado a um processo teórico-metodológico como apoio na orientação e desenvolvimento do aprendizando.
Palavras-chave: música, língua, aprendizagem

Josiane Souza – Ufes
Desvendando os mistérios da alfabetização
Resumo:As constatações de deficiência no processo de alfabetização ocasionadas por vários fatores tais como, sociais, metodológicos, má qualificação profissional e problemas de saúde variados; geram um grande índice de pessoas que não alcançam um nível satisfatório de leitura e escrita. Dessa forma, a cada dia aumenta a desigualdade social e a marginalização dos indivíduos, desencadeando um ciclo de insucesso escolar sucessivo e preocupante.
Este estudo focaliza identificar as dificuldades ortográficas mais comuns durante o processo de alfabetização, suas causas e propor soluções para a erradicação dessas dificuldades.
Palavras chaves: alfabetização, dificuldades ortográficas, insucesso escolar .


Joseane Serra Lazarini Pereira - Ufes
Título: As tiras de quadrinhos como corpus hingüístico.
Resumo: Este trabalho propõe-se a observar a importância do corpus “tiras de quadrinhos” em três momentos da Lingüística: o Estruturalismo, a Sociolingüística e a Pragmática. A partir deste percurso histórico, serão estabelecidas as características de cada momento que, em conjunto com as tiras das personagens Gervásio e Jandira, do cartunista capixaba Zappa, resultarão em diferentes tipos de análise, conforme as teorias estudadas.
Palavras-chave: Lingüística, corpus, quadrinhos.

Juliene do Nascimento Dantas – UFES
Título: Indeterminação do sujeito nos gêneros textuais: é uma mera questão sintática?
Resumo:Gramáticos de língua portuguesa apresentam geralmente dois expedientes lingüísticos que indeterminam o sujeito: o verbo na terceira pessoa do plural, sem antecedente; e o verbo transitivo indireto na terceira pessoa do singular mais a partícula se. Partindo da proposição dos gramáticos, pretendemos discutir a utilização da indeterminação do sujeito como estratégia de preservação da face, nos gêneros textuais.
Palavras-chave: sujeito indeterminado; charges; preservação da face

Kamila Brumatti Bergamini - Ufes
Título: A experiência do eu n`”O outro”, de Rubem Fonseca
Resumo: Na experiência literária do século XX, é flagrante a abordagem do homem pelos jogos identidade/alteridade, formadores da compreensão que os sujeitos possuem de si. Por essa perspectiva, o escritor Rubem Fonseca, em “O outro”, esboça a constituição de um eu (personagem narrador) entendido a partir daquilo que se apresenta como seu hábito social. Na tentativa de formar uma identificação coesa de si, o personagem opta por uma experiência de vida alheia à alteridade, em estado de vivência e não de pensamento, na conceituação de Emanuel Lévinas. Questionamos com nosso trabalho a busca tipicamente pós-moderna por uma liberdade que seja, em essência, negação do pensamento humano.
Palavras-chave:: Rubem Fonseca; identidade; alteridade.



Profa Dra. Karen Lois Currie - Ufes
Título:A Lógica da Musicalidade de Línguas
Resumo: A comunicação através da fala depende fundamentalmente da produção e interpretação de diferentes sistemas de som. Portanto a utilização eficaz desses diferentes sistemas sonoros depende do conhecimento lógico-matemático e musical. O aprendiz de qualquer língua precisa reconhecer e saber produzir os diferentes sons da língua e quando se trate da aprendizagem de uma segunda língua, precisa reconhecer as semelhanças e diferences entre sua língua materna e a língua alva.
Palavras-chave: Inteligência lógica; inteligência musical; ensino-aprendizagem de línguas.


Karen Muniz Feriguetti - Ufes
Título: O risco para a face positiva em debates políticos.
Resumo:Tendo em vista os direcionamentos teóricos de Goffman(1985), Brown & Levinson (1987) e Kline (1984) citada em Hink(2002), propõe-se a análise de partes do corpus dos Debates dos Presidenciáveis, presentes no trabalho de Feriguetti (2003), com base nos aspectos que concernem à face positiva, ratificando os referidos aspectos por meio da aplicação da codificação de Kline na situação de fala debate.
Palavras-chave: Face positiva, teorias comportamentais e debates

Kátia Regina Franco.- Ufes
Título: O recurso da tradução dos clássicos literários para o público infantil
Resumo:Este trabalho objetiva analisar obras adaptadas de clássicos literários, fundamentados na teoria de Said sobre a repetição dos feitos humanos com a intenção de preservar a espécie. Serão utilizados ainda os três modelos de tradução preconizados por Jackbson – intralingual, interlingual e intersemiótica, sendo a adaptação concebida como uma tradução intralingual de uma obra base.

Kelly Christine Lisboa Diniz – UFES
Título: A construção de sentidos do texto nos programas de bate-papo da Internet
Resumo:A Internet proporcionou uma mudança nas relações pessoais e, conseqüentemente, nas relações lingüísticas. A necessidade de interação com o mundo em tempo real, com o advento da globalização, tornou os programas de bate-papos da Internet uma rotina atraente. Para lidar com essas expressões orais e escritas que se propõe uma análise a fim de demonstrar a coerência e o sentido nesse meio textual.
Palavras-chave: Internet, coerência, sentido.

Kelly Christine Lisboa Diniz- Ufes
Título:O texto como aliado no aprendizado e prática social do surdo.
Resumo:A leitura vai além da decodificação de signos; a compreensão do texto cumpre um papel social mais abrangente, portanto, se não houver um empenho em apresentar um mundo extratextual por meio dos gêneros do texto, dificilmente o surdo transitará bem pela informação. Por essa razão é necessário vislumbrar formas de nos valer dos textos como meios facilitadores da inserção do surdo na aprendizagem, além de atuar no desenvolvimento do mundo político-social desse surdo.
Palavras-chave: texto, interação, surdo

Laura Mara de Assis - Ufes
Título: Concordância Nominal na fala dos quilombolas
Resumo:O projeto Atlas Lingüístico do Espírito Santo, seguindo a metodologia da Geolingüística, visa descrever o dialeto capixaba, entretanto, não se detém em casos isolados como a dos quilombolas da comunidade de São Mateus. Para tanto, este trabalho de cunho geosociolingüístico tem por objetivo análise e identificação das variantes da Concordância Nominal na fala dos quilombolas
Palavras-chaves: Geolingüística, Sociolingüística, Quilombolas.


Leonardo Robert da Silva Suzano - Ufes
Título: Filho pródigo às avessas – Rupturas da modernidade
Palavras-chave: Modernidade; Filho pródigo; Ruptura.
Resumo:A supressão do esclarecimento à população, pelo domínio da escrita como forma de poder, agrupava igreja e aristocracia em uma zona de intercessão, formando uma forte ferramenta de coerção. Com o advento da modernidade, neste trabalho como alegoria de um filho pródigo às avessas, nota-se um espírito laico de desencanto e tentativa de desmistificação, ruptura com a tradição e instalação de novos modos de afetividades.
Palavras-chave: Modernidade; Filho pródigo; Ruptura

Prof. Dr. Lino Machado - Ufes
Título: Vendo navios e algo mais: Haroldo de Campos
Resumo:Discutiremos aspectos semióticos da poesia concretista, tomando por base, sobretudo, Charles S. Peirce. Privilegiando o poema “Ver navios”, de Haroldo de Campos, abordaremos as questões seguintes: a quebra da linearidade tipográfica horizontal, efetuada pelo concretismo; a persistência de caligramas em textos concretos ortodoxos; contribuições importantes do grupo Noigandres para a poesia de modo geral.
Palavras-chave: ícone; índice; pansemiose.


Ligia Maria de Souza Ferreira - Ufes
As Narrativas Indígenas em Tradução
Resumo: Este trabalho é parte de um projeto maior que ainda levará alguns anos para ser concluído. O projeto em questão é a tradução das narrativas orais indígenas que futuramente representarão material a ser utilizado como instrumento de ensino.
Neste artigo, não iremos fazer a tradução das narrativas orais indígenas, visto que para se fazer tal trabalho é necessário estudar mais uma língua indígena, estar em maior contato com a cultura indígena. Ao invés disso, discutiremos as seguintes questões: O que são as narrativas orais indígenas? Qual a importância de se traduzi-las? Quais os problemas enfrentados quando se traduzem as narrativas orais indígenas? Pretendemos também, fazer uma reflexão sobre a tradução como quinta habilidade e a função política e ideológica do tradutor.
Palavras chaves: narrativas indígenas – tradução – ensino

Profa. Dra. Lillian de Paula Virginia Filgueira - Ufes
Título: A pedagogia da tradução
Resumo: O objetivo é discutir a prática da tradução como atividade que promove a leitura do mundo recorrendo ao uso de lentes multifocais que incentivam as leituras estereoscópicas (Rose). A repetição do mesmo por novas perspectivas faz realçar a importância da tradução, essa quinta habilidade por vezes negligenciada pelo ensino e que o Núcleo de Pesquisas em Tradução e Estudos Interculturais (TEI) entende ser pertinente investigar e promover como procedimento que promove uma atitude transdisciplinar. Apresentamos nesta ocasião breves relatos da equipe de pesquisadores PIVIC/PIBIC atualmente desenvolvendo pesquisas no Programa 5ª. Habilidade: Tradução & Ensino.
Palavras Chaves: tradução, ensino, texto

Lorena Santana Gonçalves - Ufes
Título: Análise de CARTUNS educativOS: A crítica religiosa
Resumo:Neste trabalho são analisados três cartuns que fazem parte do conjunto de peças criadas para o 1º Festival Internacional do Humor em DST e Aids. Foram selecionadas as peças que têm como tema central a relação igreja versus educação sexual. A preferência por esse material deu-se devido à polêmica criada pela Igreja Católica quando se posicionou contrária ao uso de preservativo. Para análise, foi utilizado o referencial teórico sobre linguagem e humor, com base nas noções de Sandman (1997), Possenti (2000), Lins (2002) e Carvalho (1996).
Palavras-chave: Humor, Educação, Crítica Religiosa

Luciana Moraes Barcelos Marques – Ufes
Título:Tradução:Análise de Diferentes Versões de Textos em Português
Resumo:Esta pesquisa tem por meta tecer algumas considerações sobre as implicações das escolhas lexicais de versões distintas de fragmentos bíblicos em Português. Partindo de perspectivas pragmáticas, o trabalho objetiva verificar as possíveis equivalências ou impropriedades interpretativas na seleção de um termo no lugar de outro, uma vez que a tradução não é uma atividade inocente, mas carregada de significação.
PALAVRAS-CHAVE: tradução; escolhas lexicais; textos bíblicos.

Luciana Zandonadi Mattedi - Ufes
Título: Um estudo do uso das vogais pretônicas no português falado pelos descendentes de italianos de Santa Teresa
Resumo:A vinda de imigrantes de diversos povos ao Espírito Santo, entre eles italianos, alemães e pomeranos, levou-o à constituição de uma diversidade cultural e lingüística. Focaremos nesta pesquisa os traços lingüísticos preservados pelos descendentes da imigração italiana residentes em Santa Teresa. O estudo consiste numa descrição do uso das vogais pretônicas, seguindo os pressupostos da Geolingüística, e aponta características da linguagem dos descendentes de italianos no dialeto capixaba, uma vez que grupos bilíngües tendem a apresentar influência de sua língua materna ao empregar a língua do grupo dominante. Assim, será possível mostrar variações lingüísticas características da região espírito-santense de colonização não-lusa de forma a alicerçar nossa identidade lingüístico-cultural
Palavras-chave: variação lingüística, vogal pré-tônica, geolinguística e fonologia

Profa. Dra. Lúcia Helena P. da ROCHA - Ufes
Título: A trajetória de abstratização de substantivos concretos no jogo metafórico da linguagem
Resumo:O objetivo deste estudo é descrever a trajetória de abstratização de nomes tais como abacaxi e pepino, a partir da teoria funcionalista que, dentre outras coisas, focaliza a existência e a vitalidade dos sistemas lingüísticos em função da sua necessidade para uso dos falantes e explica a adequação e/ou acomodação da gramática para garantir a satisfação das necessidades comunicativas.
Palavras-chave: abstratização; metáfora; funcionalismo
Ludmyla Sathler Aguiar do Nascimento - Ufes
Título:A Relevância da Persuasão no Discurso Oral
Resumo:A argumentação é um dos princípios básicos da competência discursiva. Para tanto, a análise foi elaborada a partir dos diálogos de diferentes vendedores informais, tendo como base a oralidade numa perspectiva pragmática. Objetivou-se verificar como os princípios da persuasão incidem diretamente no auditório – os ouvintes – e como um discurso bem elaborado pode ser eficaz nas relações comerciais e atingir o alvo maior e final que é a concretização da venda.
Palavras-chave: argumentação oral; persuasão; mercado informal.

Ludimilla Rupf Benincá - Ufes
Título: A distorção de sonoridades do português entre crianças descendentes de pomeranos.
Resumo:O presente trabalho tem por objetivo analisar o português falado por crianças de primeira à quinta série descendentes de pomeranos. Especificamente, tratamos o processo de distorção de sonoridade (troca de consoantes sonoras por surdas), buscando registrar marcas identitárias e contribuir para o processo de ensino-aprendizagem. Para tanto, utilizamos a metodologia geossociolingüística.
Palavras-chave: geossociolingüística; distorção de sonoridade; pomerano

Ludimilla Rupf Benincá - Ufes
Título:Uma análise pragmática de charges
Resumo: Este trabalho focaliza as estratégias utilizadas para produção de humor e crítica em charges jornalísticas que tratam de assuntos relacionados à Copa do Mundo. Adotaremos, para tanto, teorias pragmáticas, em especial as máximas conversacionais do Princípio da Cooperação de Grice (1975), a elaboração de faces e estratégias de polidez, a partir de Brown e Levinson (1987) e a Teoria da Relevância de Sperber e Wilson (1986).
Palavras-chave: Pragmática; estratégias de humor; charges jornalísticas.

Prof. Dr. Luís Eustáquio Soares - Ufes
Título: Literatura brasileira: cinismo, niilismo e imaginação utópica
Resumo: Partindo da hipótese de que o cinismo, o niilismo e a imaginação utópica constituem três afetividades onipresentes na modernidade ocidental, pretendo detectá-las em autores diversos como Cruz e Souza, Augusto dos Anjos, Machado de Assis, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, João Guimarães Rosa, Clarice Lispector, a fim de, ao mesmo tempo, propor algumas outras hipóteses sobre a relação entre a literatura e as realidades sociais, a literatura brasileira e sua relação com os acontecimentos internacionais, uma vez que, mais que afetividades isoladas, o cinismo, o niilismo e a imaginação utópica são formas de compreender, sentir, atuar e relacionar-se com as questões sociais, políticas, econômicas e estéticas, que nos afetam a todos, como pessoas que produzem e são produzidas pelas instituições e valores coletivamente construídos.
Palavras-chave: cinismo, niilismo, imaginação utópica, literatura brasileira

Luiz Cláudio Kleaim - Ufes
Título: Tateando Corpos Abjetos: Caetano Veloso, Tropicália e as Marcas dos Corpos que Importam
Resumo:(Per)Seguindo o trajeto de pesquisa para dissertação de mestrado, pretende-se, a partir de algumas leituras acerca do surgimento da concepção de anormalidade em nossa sociedade e do conceito de corpos abjetos e excêntricos (da teoria queer), estabelecer conjecturas e analogias com trechos de algumas canções de Caetano Veloso, não se eximindo de observar o contexto estético-político-cultural em que elas se inscrevem.Palavras-Chave:corpo queer, sexualidade, corpos abjetos, anormalidade.


Marcela Langa Lacerda Bragança (Mestranda em Estudos Lingüísticos)
Título: Transitividade: uma abordagem funcional em charges jornalísticas
Resumo: Este texto apresenta uma caracterização da transitividade verbal a partir da perspectiva funcionalista, que relaciona esse fenômeno às funções pragmáticas e discursivas dos enunciados. Como referencial teórico, utilizaremos as propostas de Hopper e Thompson (1980) em considerar a transitividade em um continuum. Com o objetivo de demonstrar a importância do entendimento da funcionalidade da língua no ensino de Português, recorreremos ao gênero textual charge: texto muito presente em nossa vida social e que requer uma constante atualização da memória discursiva dos leitores.
Palavras-chave: transitividade, continuum, plano discursivo.

Manoel da Guia Segundo - Ufes
Título: Tradução literária e poesia – desafios e fascinações
Resumo: A tradução vem sendo considerada como a forma mais completa de se ler e entender um texto.Para que possa ser discutida essa idéia, o presente trabalho tem por objetivo fazer uma breve exploração desse processo, dando ênfase maior à poesia concreta.
Para uma breve exposição dessa contribuição, serão apresentados trechos de traduções e algumas das soluções encontradas por tradutores de grande importância na área literária, além de serem discutidas algumas teorias e reflexões pertinemtes a esse assunto.
Palavras-chave: Tradução, Poema, Discussão, Decisão.
Márcio Cláudio dos Reis – Ufes
Título:Tradução Como Ferramenta a ser utilizada no Desenvolvimento da Escrita em Língua Materna
Resumo:Este trabalho tem como propósito analisar o uso da tradução no ensino de língua estrangeira nas turmas do Ensino Fundamental e Médio. O principal objetivo desta pesquisa é explorar a tradução como uma ferramenta metodológica e didática na ampliação das habilidades de leitura e escrita em língua materna.
Palavras chaves: tradução, escrita, desenvolvimento, língua materna.


Marcela Langa Lacerda Bragança – Ufes
Título: Transitividade: uma abordagem funcional em charges jornalísticas o:
Resumo: Este texto apresenta uma caracterização da transitividade verbal a partir da perspectiva funcionalista, que relaciona esse fenômeno às funções pragmáticas e discursivas dos enunciados. Como referencial teórico, utilizaremos as propostas de Hopper e Thompson (1980) em considerar a transitividade em um continuum. Com o objetivo de demonstrar a importância do entendimento da funcionalidade da língua no ensino de Português, recorreremos ao gênero textual charge: texto muito presente em nossa vida social e que requer uma constante atualização da memória discursiva dos leitores.
Palavras-chave: transitividade, continuum, plano discursivo.

Marcos Roberto da Costa - UFF
Título: Leitura instrumental no contexto universitário : uma abordagem interacionista.
Resumo:A leitura como a habilidade de maior relevância social e de aprendizagem no contexto universitário. Dentre as abordagens que dão suporte ao ensino de leitura em língua estrangeira, destaca-se o modelo interacionista em que a construção do sentido ocorre através do processo de interação entre o leitor e o escritor através do texto e que desenvolve no leitor uma postura mais ativa e crítica em relação ao texto escrito.
Palavras-chave: Leitura em língua estrangeira, construção de sentido, teorias interacionistas.


Marcos Roberto Machado - Graduando/Ufes
Título: O condicional em francês: um estudo comparativo – Ufes
Resumo:Este trabalho tem como objetivo apresentar a forma verbal que a gramática francesa denomina “Condicional”. Para tanto, desenvolver-se-á um estudo comparativo entre a Língua Francesa e a Língua Portuguesa, destacando-se os três usos dessa forma verbal em francês e suas respectivas equivalências em português.
Palavras-chave: Língua Francesa; Formas verbais; Condicional.

Marcos Roberto Machado - Graduando/Ufes
Título: Relações de sentido nos outdoors: uma “parada” nas ruas
Este trabalho tem por objetivo apresentar algumas características das peças publicitárias conhecidas como outdoor, a partir da teoria dos gêneros textuais em diálogo com noções discursivas. Assim, investigaremos sua composição por meio de categorias com ethos, informatividade, captação/subversão, intersemioses e ambigüidade para sondar os elementos da produção de sentido nesses textos. Para ilustrar nossas pontuações, apresentaremos exemplares de alguns outdoors da empresa Hortifruti.
Palavras-chave: Texto; Gêneros Textuais; outdoor

Maria Amélia Dalvi Cristo – Ufes
Título: Exercer a insegurança em vez de sofrê-la – para ler Serafim Ponte Grande, de Oswald de Andrade
Resumo: Para Boaventura de Sousa Santos, na modernidade, as ciências e os saberes acadêmicos se instituíram a partir de uma relação paródica e, assim, de um distanciamento em relação ao senso comum. Serafim Ponte Grande, de Oswald de Andrade, mesmo se considerado neste contexto - o moderno -, é um livro singular, derivando disto as flutuações em sua recepção. Pensado no conjunto das realizações literárias modernistas em prosa ora canônicas, é uma obra que, mais do que outras, cria imensas dificuldades para a crítica desde o seu lançamento, daí ter sido até hoje eclipsada em parte por Memórias sentimentais de João Miramar, do próprio Oswald, e em especial por Macunaíma, de Mário de Andrade. Especula-se que alguns dos motivos para tanto, em consonância ainda com o pensamento de Boaventura de Sousa Santos, sejam, em Serafim..., o evidenciamento da crise epistemológica do paradigma então dominante, a antevisão do paradigma emergente e a proposição de um novo senso comum, que exerce a insegurança em vez de sofrê-la.
Palavras-chave: Serafim Ponte Grande, Oswald de Andrade, Boaventura de Sousa Santos.


Maria da Penha Pereira Lins
Título: Humor e informação: as máximas conversacionais e o horóscopo da Radical Chic
Resumo:Neste estudo é apresentada uma análise das estratégias de persuasão de um texto humorístico com finalidade educativa. Os dados para análise constituem-se de textos referentes a signos do horóscopo e de falas da personagem Radical Chic, criados pelo cartunista Miguel Paiva, em material publicitário específico elaborado para o I Festival Internacional do Humor em DST e AIDS. O referencial teórico compõe-se das noções de Grice (1975) sobre o Princípio da Cooperação e das Máximas Conversacionais, incluindo os conceitos de inferência e implicatura, com vistas a observar o modus operandi de construção do material analisado.
Palavras-chave: Humor, Educação, Princípio da Cooperação.


Mariana Alves de Almeida - Ufes
Título: O domínio da aparência midiática: o beijo da morte
Resumo:Essa comunicação irá propor uma reflexão sobre a tragédia no cotidiano. Trataremos mais especificamente da tragédia do controle midiático na peça O beijo no asfalto, do dramaturgo Nelson Rodrigues. Abordaremos a padronização do cotidiano, seu seqüestro, e a extorsão da dimensão do comum pelos meios de comunicação de massa.

Mestre Mariangela Marcello – - Ufes
Título: O Que acontece à nossa identidade quando aprendemos uma língua estrangeira?
Resumo:Aprender na sala de aula não é um fenômeno ‘natural’. Há uma ilusão de que as pessoas se entendem quando elas repetem as mesmas palavras. A primeira etapa na comunicação é estabelecer contato com o ser humano, com a “pessoa”. A capacidade de perceber é aprendida e nós podemos aprender a melhorá-la. A mente é como um pára-quedas, só funciona quando aberta. O maior desafio é levar o aluno a ‘querer’ aprender. E estar pronto para aprender significa entender quanto da nossa neurologia será envolvido no processo da aprendizagem.
Palavras-chave: identidade; mapa, filtro, afetivo

Maria Helena Laureano – Ufes
Título: Uma nova visão de leitura para uma nova proposta pedagógica
Resumo:A forma como é feita a leitura de um texto implicará no sentido que este terá para o leitor; é como leitura que um texto ganha sentido e várias formas de manifestações não-verbais tornam-se textos, todos repletos de ideologias, vozes diferentes, historicidade e intertextualidade. Saber explorar todas as possibilidades de leitura do texto é determinante para uma nova visão de leitura e uma nova proposta pedagógica.
Palavras-chave: Leitura. Interpretação. Contextualização.

Mônica Lopes Smiderle de Oliveira – UFES
Titulo: A presença feminina nos quadrinhos: o racional de Mafalda X o maternal de Susanita
Resumo:O presente trabalho visa analisar a condição feminina nas histórias em quadrinhos de Mafalda, pelo desempenho de duas personagens: Mafalda e Susanita. Analisaremos os valores, comportamentos e a visão de mundo de cada uma dessas personagens. Para isso, buscamos subsídios na Análise do Discurso, na Semiótica Greimasiana e também na Pragmática, acreditando contribuir para compreendermos as diferenças entre as figuras femininas no trabalho de Quino.
Palavras-chave: Discurso, feminismo, quadrinhos



Paola Gonçalves Nogueira - Ufes
Título: Lingüística aplicada é sinônimo de aplicação da lingüística?
Resumo:A proposta de minha apresentação consiste em uma análise da definição de Lingüística Aplicada seus pressupostos e paradigmas. Situando a Lingüística Aplicada dentro do contexto das Ciências Humanas e realizando um contraponto entre Lingüística X Lingüística Aplicada. E em acordo com os pressupostos e contrapontos apresentados refletir sobre o seguinte questionamento: Lingüística aplicada é sinônimo de aplicação da Lingüística?

Paula Foerste de Almeida
Título: O português falado nas comunidades de imigrantes italianos de Santa Teresa
Resumo:O município de Santa Teresa localizado no Estado do Espírito Santo recebeu uma grande quantidade de imigrantes italianos, fato que influenciou consideravelmente a fala do povo local, ocasionando uma mistura do italiano ao português. Para estudar esta influência foi preciso estudar princípios de fonologia e fonética. Por isso o estudo dialétológico e geossociolingüístico teve grande importância. A pesquisa teve por objetivo conhecer a realidade lingüística da região de Santo Antônio do Matede no que diz respeito às variedades fonéticas e fonológicas relacionadas ao uso do ditongo.
Palavras-chave: variedade lingüística, fonética, fonologia e ditongo.

Profa. Regina Egito – Ufes
Título: Que cultura brasileira?
Resumo:Como código social, uma língua implica visões políticas e culturais de uma comunidade, transmite seus modos de sentir e de interpretar o mundo. Como prática social, é o lugar em que se constrói a identidade dos grupos e da nação. Logo, língua e cultura são indissociáveis. Pensando num estrangeiro que quisesse se comunicar muito bem na língua dos brasileiros, que aspectos da cultura do país seria necessário que ele conhecesse? Tal é o foco desta comunicação.
Palavras-chave: PLE; cultura; identidade.


Rachel Mello Xavier - Ufes
Título: O estudo das principais dificuldades entre os estudantes descendentes de pomeranos
Resumo:Após pesquisas sobre os variantes dialetais presentes na língua portuguesa falada no Brasil, e em especial no Espírito Santo, verificou-se a forte influência dos dialetos falados pelos descendentes de imigrantes dos pomeranos, no aprendizado da língua portuguesa. Portanto, o tema em questão, visa aprofundar os estudos dos Atlas lingüísticos do Espírito Santo (ALES), tratando especificamente do domínio do português escrito, influenciadas pelas línguas dos dialetos falados pelos discentes de ensino médio, descendentes de pomeranos, buscando trabalhar as possíveis heterogeneidades em regiões bilíngües.
Palavras chave: identidade lingüística, pomeranos e português escrito.



Prof. Dr. Ricardo Luiz Silveira da Costa e Nayhara Sepulcri
Título: “A donzela que não podia ouvir falar de foder” e “A mulher a quem arrancaram os colhões”: dois fabliaux e as questões do corpo e da condição feminina na Idade Média (sécs. XIII-XIV)”.
Resumo: O trabalho analisa dois fabliaux (gênero literário medieval), e discorre sobre dois importantes temas: a história do corpo e da condição feminina. Para isso, estabelece algumas similitudes entre a Literatura e a História, pois se vale de textos eminentemente literários para tentar precisar a realidade da vida social feminina na Europa dos séculos XIII-XIV.
Palavras-chave: literatura medieval - fabliaux - história do erotismo.

Rita de Cássia Rocha Lima Guizzardi - Ufes
Título: Português e o ensino de língua estrangeira (Italiano): uma análise comparativa.
Resumo:Esta comunicação, fruto de projeto de monografia em andamento na área de lingüística, trata de uma análise comparativa das diferenças e semelhanças fonéticas e fonológicas entre os dois idiomas acima citados e das dificuldades observadas no processo ensino/aprendizagem de língua estrangeira (italiano), mais especificamente no que se refere à pronúncia.
Palavras-chave: fonemas; alofones; pronúncia.

Ronald Gobbi Simões - Ufes
Título: Educação bilíngüe nas aldeias indígenas de Aracruz
Resumo: O presente trabalho tem o objetivo de investigar o uso da tradução como ferramenta metodológica – didática no ensino bilíngüe em aldeias indígenas de Aracruz. Também procura-se investigar a tradução como instrumento multidisciplinar no ensino de LE e Língua Materna.
Palavras-chave: Tradução,literatura, liberdade, criação



Ronald Gobbi Simões - Ufes
Título: Música e inteligência visual-espacial no ensino de línguas
Resumo:De acordo com pesquisas cognitivas recentes, somos dotados de diversas inteligências que foram denominadas por Howard Gardner de Múltiplas Inteligências. Esta pesquisa visa explorar as relações entre: a Inteligência Espacial - Visual através de poesia concreta e a música (o ritmo, a sonoridade) aliadas como instrumento metodológico para a prática de ensino de Línguas.
Palavras chaves: música, linguagem, poesia, metodologia

Rosana de Vilhena Lima – Ufes
Título: Conceitos de substantivo
Resumo:Este trabalho apresenta um levantamento do conceito de substantivo abordado por algumas gramáticas tradicionais, pela lingüística, e por livros didáticos do ensino médio e fundamental, considerando a relevância das classes de palavras na estrutura e uso da Língua Portuguesa do Brasil; também aborda questões que surgem a partir da priorização do critério semântico na conceituação do substantivo.
Palavras-chave: substantivo, conceito, critérios.

Rosana de Vilhena Lima –Ufes
Título: O “ser” e o “não ser” em hebraico
Resumo: Ao analisar as línguas semíticas um fato lingüístico que chama a atenção do falante nativo do português do Brasil é a ausência do verbo “ser”. O objetivo deste trabalho é apresentar estruturas gramaticais do hebraico que preenchem as “lacunas” decorrentes da não utilização do verbo “ser” como elemento de ligação e demonstrar que também há na língua portuguesa enunciados destituídos do núcleo verbal.

Sara Novaes Rodrigues - UFES
Título: Anne Bradstreet: uma voz feminista na literatura americana colonial.
Resumo: Para a mulher da América colonial, a chance de escrever era também a chance de se fazer ouvir. Nos versos amorosos e servis de Anne Bradstreet, encontram-se algumas sementes do desejo de libertação feminina.
Palavras-chave: versos, poemas, feminismo, colonial, escrita


Sílvia Bragatto Guimarães - Ufes
Título: O caráter verbal do cartum educativo: a questão HIV
Resumo:O objetivo deste estudo é observar as estratégias lingüísticas e não-lingüísticas utilizadas como recurso de persuasão em peças publicitárias de caráter humorístico. Verifica-se, portanto, o modus operandi argumentativo humorístico de material elaborado para fins educativos. Para tal, utilizamos as noções de CARVALHO (2002), SANDMAN (1997), sobre linguagem publicitária e POSSENTI (1998) e LINS (2002) sobre o humor na língua. O material analisado constitui-se de três cartuns criados para o I Festival Internacional do Humor em DST e AIDS, realizado pelo Ministério da Saúde e do Instituto Memorial de Artes Gráficas, no Rio de Janeiro, em 2005.
Palavras- Chave: Argumentação, Humor, Educação.

Shirley Vieira - Ufes
Título:A concordância verbal no português falado pelos índios guaranis da aldeia de Três Palmeiras, em Aracruz
Resumo:Apresenta alguns aspectos da concordância verbal no português falado pelos índios guaranis da aldeia de Três Palmeiras em Aracruz, onde tem-se a língua guarani como língua materna e o português é utilizado somente em relações externas a essa comunidade. Reflete sobre as dificuldades de se conservar uma cultura minoritária. Objetiva registrar essas particularidades no banco de dados do ALES; abrir caminhos para pesquisas de lingüística indígena no Estado e ajudar na elaboração de materiais pedagógicos adequados a essa comunidade.

Stefania Camilo Turco - Ufes
Título: A intertextualidade na publicidade veiculada em Outdoor
Resumo:A intertextualidade diz respeito ao processo de construção, reprodução ou transformação do sentido. A propaganda, muitas vezes, utiliza esse processo, dialogando numa relação intertextual e trazendo à mente do leitor um texto já conhecido que se torna expressivo e eloqüente. Neste estudo, pretendemos discutir sobre a importância da intertextualidade em peças publicitárias veiculadas em outdoor e sua aplicação ao ensino da língua portuguesa.
Palavras-chave: intertextualidade; gênero publicidade; outdoor.


Sueli Gomes da Silva Oliveira - Ufes
Título:A Inteligência Lingüística associada à Inteligência Musical na Sala de Aula de Língua
Resumo:Conforme estudos e pesquisas sobre a Teoria das Múltiplas Inteligências, elaborada por Howard Gardner, exploramos a Inteligência Lingüística associada à Inteligência Musical na busca de estratégias eficazes de ensino-aprendizagem de Línguas. Nossa pesquisa sonda a utilização de metodologias com práticas musicais para estimular/facilitar/propiciar a exercitação de atividades de aquisição/aperfeiçoamento de Língua e Linguagem em conformidade à proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Palavras-chave: Inteligência Lingüística, Inteligência Musical, Interação, Linguagem.

Thalita dos Santos Covre - Ufes
Título: O embate, na modernidade, entre niilismo, o cinismo e a utopia.
Resumo:O embate de três afetividades na modernidade: uma vinculada a visão niilista do mundo, uma outra ligada à formação de idéias cínico-experimental do mundo e por último a experimental-utópica. Para tanto, enfocarei Memórias Póstumas de Brás Cubas (1981), de Machado de Assis e Faróis 1900, de Cruz e Souza, Eu (1912), de Augusto dos Anjos, que podem ajudar a compreender o nosso modernismo, confrontando-os com o romance rapsódia Macunaíma, de Mario de Andrade e A hora da estrela , de Clarice Lispector, levará a reflexão sobre a passagem dessas afetividades experimentais entre essas obras

Tatiana Ramos - Ufes
Título:Descrição de bloqueios na cristalização TATIANI RAMOS
Resumo:A composição de palavras é uma construção sintática que se imobiliza e forma um sintagma bloqueado, dando origem a uma unidade cristalizada. Este bloqueio, propriamente dito, pretendemos apresentar com a estrutura sintagma verbal + nome ( Sv + N ) em que a estrutura nominal é representada pela palavra cara, voltada para o processamento automático da língua com interação entre os campos da lingüística e da informática.
Palavras chaves: composição, bloqueio, semântica

Tatiany Pertel Sabaini Dalben – Ufes
Título: Transporte, substituição e manutenção de signos lingüísticos: semióticas escolhas em traduções de textos em guias turísticos.
Resumo:Este artigo apresenta um estudo sobre estratégias de transporte, substituição e manutenção de signos lingüísticos realizadas pelo tradutor quando disposto a atingir um nível textual relevante para o leitor alvo. Fundamentando-se em noções dos Estudos da Tradução e na dimensão sócio-semiótica dos textos proposta por Peirce, faz-se uma análise contrastiva, intuitiva e qualitativa de textos retirados de guias turísticos capixabas para comprovar o que Hatim e Mason (1990) acreditam ser impossível distanciar: a tradução sob uma base semiótica.
Palavras-Chave: tradução, semiótica, linguagem turística.

Tesch, Leila Maria - Ufrj
Título: O papel da freqüência no processo de gramaticalização de ir com a noção de irreais
Resumo::O presente trabalho verificou a ocorrência de um processo de gramaticalização com o verbo IR na expressão de informação no âmbito do irrealis nas formas IRIA (futuro do pretérito) e IA (pretérito imperfeito). Foram utilizados, neste trabalho, dados pertencentes à amostra de entrevistas sociolingüísticas do projeto “O português falado na cidade de Vitória”. Analisou-se o emprego do verbo IR com o sentido do irrealis em entrevistas de 46 informantes capixabas. Para orientar a observação dos dados, foram tomadas como principal base teórica as noções de gramaticalização de Bybee (2003), expressando que no processo de gramaticalização ocorre o aumento da freqüência de contextos em que a forma é apropriada. A partir das ocorrências estudadas, pode-se observar o processo de gramaticalização do verbo IR na informação do âmbito do irrealis, devido ao fato de que o seu uso como auxiliar verbal foi bastante freqüente, sendo inclusive o mais freqüente dos usos. Entretanto, não se verificou o apagamento da forma “mãe”, com a significação de movimento. Os dados mostraram que eles podem ter seguido o caminho espaço > tempo > texto (auxiliar).
Wilberth Claython Ferreira Salgueiro
Título: Comunicação: exercícios de apropriação: torneando certos nomes do romanceiro machadiano
Resumo:Esta comunicação de pesquisa apresentará uma síntese do curso “Um Brasil em obras: história e ficção sob os nomes de Machado”, oferecido no Mestrado em Estudos Literários em 2006/1, em que se estudou um conjunto de cinco romances de Machado de Assis (Memórias póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires), a partir da análise de alguns dos seus personagens, destacando-se possíveis significações de alguns topônimos e, sobretudo, antropônimos.

Wilson Coelho
Título: Entre dois discursos ou a pergunta do homem
Resumo:A proposta do texto "Entre dois discursos ou a pergunta do homem", trata-se de um exercício de analogia a partir de uma reflexão sobre o conto "Meu tio o Iauaretê", de João Guimarães Rosa e, o poema, "Um lance de dados", de Stéphane Mallarmé. Tendo como ponto de partida o espaço branco e o movimento da linguagem como possibilidade da manifestação poética, o artigo visa distinguir entre as distâncias e aproximações para uma espécie de parentesco entre as referidas obras desses dois autores.
Palavras-chave: Espaço, movimento, linguagem, poética



Uéliton José de Oliveira - Ufes
Título: A Tradução Como Processo de Criação
Resumo: A Tradução Literária é um processo amplo que exige do tradutor um olhar criativo que irá revitalizar o texto. Por isso, traduzir na Literatura requer que o tradutor seja, sobretudo, um artista. A presente pesquisa focaliza os estudos de Haroldo de Campos em “A Tradução como Criação e como Crítica” e Mikhail Babhtin em “A Estética da Criação Verbal”. Serão utilizadas traduções do poema The Raven (Poe), uma tradução de It’s all over now, Baby blue (Dylan) e um conto de Joyce Carol Oates.
Palavra chave: tradução, literatura, liberdade, criação.

.

Vanda Luiza de Souza Netto - Ufes
Título: A escolha do nome em Machado de Assis
Resumo:Este artigo pretende destacar alguns aspectos do estudo onomástico em Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, selecionando o nome da personagem Plácida e as possíveis implicações significativas percebidas na obra e nos múltiplos recursos utilizados na construção da personagem, dentre elas a escolha do nome.
Palavras – chave: onomástico – significado – plácida - dependência – contexto social


Vangevaldo Cardoso dos Santos – Ufes
Título: Descrição de expressões referentes a partes do corpo com estrutura substantival N de N
Resumo: As expressões com nomes referentes a partes do corpo se fazem presente de maneira muito corriqueira na linguagem, tanto oral quanto escrita. O estudo descritivo das expressões, com estrutura substantival N de N, pode contribuir para o bom funcionamento de programas computacionais que lidam com o processamento da linguagem natural, especialmente a tradução automática.
Palavras-chave: Expressões cristalizadas; estrutura N de N; Processamento.

Vangevaldo Cardoso dos Santos - Ufes
Título:Nomes referentes a partes do corpo como unidades lexicais no processo de formação de palavras
Resumo: No processo de formação de palavras por justaposição, vocábulos como mão, pé, braço, olho, boca, perna, entre outros, originam composições em quantidades surpreendentes. A união desses vocábulos distintos a partir do aproveitamento do léxico já existente, tem como objetivo formar novas palavras, com estruturas verbais, substantivais, adjetivais e locucionais.
Palavras-chave: vocábulos compostos, justaposição, estruturas.


Verena Werneck Alvarenga Crispim - Ufes
Título: A nominalização em textos jornalísticos
.Resumo:A nominalização é um recurso muito utilizado nos textos jornalísticos. Através dela, é possível tornar o texto escrito imparcial e impessoal além de mais econômico. Propõe-se, por meio de análise, o uso do sufixo –ção– como um dos principais constituintes da nominalização deverbal, já que foram encontradas muitas incidências do mesmo nos exemplos desse recurso retirados de textos jornalísticos
Palavras-chave: nominalização, sufixo, discurso jornalístico.


.
Minicursos


Local: I-CIII e Prédio Bernadete Lyra






31/08
14:00 às 18:00












01/09
14:00 às 18:00







31/08 e 0101/09
14:00 às
18:00











31/08 e
01/09
14:00 às
18:00






31/08
14:00 às
18:00






31/08
14:00
às
18:00






01/09
14:00 às 18:00









04/09
14:00
às 18:00







04/09
14:00
às 18:00






04/09
14:00
às 18:00










31/09
14:00 às 18:00






01/08 e
04/09
14:00 às 17:00

Minicursos / Ateliês / Oficinas de Pesquisa:


1. Perfis de tempo e espaço em Julio Cortazar
Resumo: Dialogando com a crítica, a teoria literária e a filosofia contemporânea, interpretar o conto “Auto-estrada do Sul” e os poemas “ A uma mulher” e Distribuição do tempo”, de Julio Cortazar, no sentido de estabelecer o desenho de uma compreensão de tempo e espaço presente na literatura do escritor argentino. Palavras-chave: Tempo (Filosofia e Literatura); Espaço (Filosofia e Literatura); Tradição; Julio Cortázar.Ministrantes: Ângela Marques e Adolfo Oleare, mestres em Estudos Literários (UFES)
Local: Sala 9 – I-CIII


2. A tradição moral em "Crepúsculo dos ídolosResumo: Interpretação do capítulo "Moral como contra-natureza", do "Crepúsculo dos ídolos" de Nietzsche.Palavras-chave: Tradição; Moral; Nietzsche.Ministrantes: Ângela Marques e Adolfo Oleare, mestres em Estudos Literários (UFES)
Local: Sala 9 – I-CIII


3. Descrição da Língua de Sinais Brasileira
Resumo: A Língua de Sinais Brasileira (LSB ou LIBRAS) é utilizada pela comunidade surda brasileira, sendo língua natural, ou seja, fruto da interação lingüística, social e cultural desse grupo minoritário (os surdos). LSB possui propriedades específicas em todos os níveis de análise da estrutura lingüística.
Pretende-se abordar, resumidamente, as características da língua de sinais brasileira nos planos fonológico, morfológico, sintático e semântico-pragmático e fazer uma breve reflexão sobre as variações lingüísticas dessa língua.
Palavras-chave: LSB, surdos, gramática, lingüística, variação
Ministrantes: Ademar Muller Junior (surdo) Instrutor de LIBRAS
Jefferson Bruno Moreira Santana (Ufes)
Local: sala 8 – ICIII



4. Lingüística e literatura: interdisciplinaridade. Língua e Linguagem. O autor e a língua. Linguagem literária. Gêneros literários, tipo e conteúdo. Oficina de narração. Criação de uma personagem.
Resumo: A Língua e as Linguagens contemporâneas. A criação do texto literário. E suas veredas. A diferença entre o texto literário e outros textos. Marcadores estéticos: desvio da norma gramatical, noções de estilística e imagística. O texto cinematográfico. Transdificação semiótica. A narrativa. Personagens diversos. Tipos. Espaço. Espaço/Tempo.
Ministrantes: Profa. Dra. Adrete Terezinha Grenfell e Prof. Dr. Deneval Siqueira de Azevedo Filho
Local: sala 07

5. O contador de histórias
Resumo:O trabalho é realizado a partir das experiências do contador de histórias nas suas andanças e de elementos do livro “O Narrador”, de Walter Benjamim, seguido de uma análise, com o grupo, da situação do narrador nos últimos 500 anos, sobretudo no último século.
Palavras-chave: Benjamin, narrador, histórias
Ministrante: Fabiano Moraes
Local: sala 06 – ICIII

6. Ensino e Aprendizagem Colaborativos no Ensino Superior.
Resumo: Neste mini-curso pretendemos discutir a importância do trabalho colaborativo na formação de grupos voltados para um objetivo comum no contexto universitário. Através de uma abordagem colaborativa, criam-se oportunidades para o aprimoramento das relações interpessoais entre aluno/aluno, aluno/professores e professores/professores, comprometimento dos membros, troca de experiências, pensamento crítico, autonomia e independência do aprendiz, atitudes não-competitivas, além de se demandar esforço tanto individual quanto do grupo.
Ministrantes: Profa. Dra. Karen Lois Currie/ Prof. Aparecida d`Ávila Couto e Silva / Profa. Junia Zaidan.
Local: Sala Clarice Lispector

7. What’s the Question?
Abstract:Research in the field of Second Language Acquisition shows that teachers’ discourse is basically made up of questions. It has also been proven that the type of questions teachers resort to have a direct impact both, on the amount and quality of learner production. Therefore, this workshop is designed for EFL teachers and undergraduate students who seek to improve their questioning skills in the classroom.
Ministrante: Profa. Junia Zaidan
Local: Sala Clarice Lispector

8. Os paradoxos de Dionísio em “As Bacantes” de Eurípedes.
Resumo: “Os paradoxos de Dioniso em ‘As Bacantes’ de Eurípides”
Carga horária: 04 horas
Resumo: Mediante análise de partes selecionadas da peça “As Bacantes”, de Eurípides, o mini-curso pretende demonstrar não apenas a tensão entre mito e lógos no período do ocaso da tragédia antiga, mas também a posição privilegiada de Dioniso, deus do teatro e da embriaguez, como porta-voz dos principais impasses culturais da época, pelas inúmeras contradições a ele inerentes.
Palavras-chaves: Tragédia; Filosofia; Menadismo.
Ministrante : Krishnamurti Jareski (Mestre em Filosofia pela PUC-Rio)
Local: Sala 09 – ICIII

9. Uma retrospectiva histórica e lingüística da evolução da língua inglesa.
Resumo: este mini-curso é uma abordagem dos fatores históricos que contribuíram para o surgimento da língua inglesa, ressaltando tanto a importância do latim como das línguas escandinavas na formação de palavras inglesas e mostrando a evolução e transformações ocorridas através dos séculos que causaram divergências entre pronúncia e ortografia, mas criaram uma flexibilidade que possibilitou a universalidade da língua inglesa.
Palavras-chave:Retrospectiva lingüística – fatores históricos – evolução – transformação - divergências entre pronúncia e ortografia
Ministrante: Profª. Ms. Maria Lucia Machens
Local: Sala 08 – ICIII

10. A MPB na sala de aula
Resumo: Proposta de interação com diferentes gêneros da MPB, visando à sensibilização dos participantes para a utilização de canções como recurso didático privilegiado nas aulas de língua materna. Pesquisas mostram que as canções não só são excelentes motivadoras da aprendizagem, como também permitem aos alunos aprenderem mais rápida e facilmente (Howard Gardner, 1983). A partir das letras das canções, serão explorados diferentes aspectos lingüísticos. ]
Ministrante: Profa. Regina Egito
Monitores: Bruno Guedes Pinto / Maria Carolina Tiago
Local: sala 07 - ICIII


11. Introdução à sátira galego-portuguesa
Resumo:Refletir sobre os conceitos de escárnio e maldizer, considerando o que observam a esse respeito a anônima Arte de trovar, as leis reunidas em Las siete partidas, de Alfonso X, e as cantigas dos trovadores galego-portugueses do séc. XIII. Por meio desses distintos discursos, discutir preliminarmente a produção e a recepção das cantigas satíricas nas cortes peninsulares medievais cristãs.
Palavras-chave:Lírica galego-portuguesa (Sátira); Sátira galego-portuguesa (Poética); Cantigas de escárnio e maldizer.
Ministrante: Prof. Dr. Paulo Roberto Sodré
Local: Sala 06 – IC-III

12. O que quer e o que pode um nome no texto literário?
Resumo:Estudo teórico de algumas possibilidades de investigação do nome no texto literário, a partir da leitura e análise de dois contos de Machado de Assis (“A causa secreta” e “A sereníssima República”).
Ministrante: Prof. Dr. Wilberth Claython Ferreira Salgueiro.
Local: Sala Guimarães Rosa